Com cerca de duas décadas de experiência no setor bancário e financeiro, Charles Rosier é um « cidadão do mundo », empenhado na construção de uma sociedade para o século XXI, apoiando as iniciativas ambientalistas, as artes e a cultura. O seu currículo profissional inclui uma passagem longa e frutífera pelo UBS Warburg, entre 1997 e 2009, até pegar um desafio aliciante no Goldman Sachs. Em 2010, o banco BTG Pactual, necessitando de um responsável com experiência comprovada, conhecimento dos mercados internacionais e capaz de fazer a ponte entre diversas culturas, encontrou em Charles Rosier a pessoa indicada para liderar e desenvolver as atividades do banco na Europa, África, Ásia e Médio Oriente.

A sua consciência dos problemas com que o mundo se debate levou-o a se empenhar pessoalmente na proteção do ambiente. Charles Rosier exerce funções de consultoria, a título voluntário e gratuito, na empresa Innoveox. Esta organização francesa desenvolve a « oxidação hidro termal em meio supercrítico », uma tecnologia revolucionária que permite o tratamento e eliminação de resíduos orgânicos e resíduos industrais de alto risco, como óleos, pesticidas, entre outros. A colocação dos resíduos sob alta pressão e alta temperatura permite destruir os resíduos, reaproveitando a água (em uma percentagem superior a 99%) e também os metais e minerais resultantes do processo. O trabalho da Innoveox representa um enorme potencial no sentido de uma sociedade mais limpa e amiga do ambiente.

Desta forma, Charles Rosier coloca a sua experiência e know-how, adquiridos ao longo de cerca de vinte anos no setor bancário e enquanto conhecedor profundo do funcionamento e gerenciamento de organizações, ao serviço da proteção do meio ambiente.

Simultaneamente, Charles é também um mecenas, apoiante da cultura e da ciência. Ele apoiou a realização do filme « Novo Mundo », de Emanuele Crialese, que obteve o Leão de Prata no Festival de Veneza, e também a investigação científica, na área da saúde, do prof. Étienne-Emile Baulieu. Professor honorário no Collège de France, o prof. Baulieu desenvolveu uma das carreiras mais brilhantes entre a comunidade científica mundial, ao longo de várias décadas, e concretizando grandes avanços na compreensão e no combate ao Alzheimer, aos acidentes vasculares cerebrais e às doenças neurodegenerativas.

Finalmente, Charles Rosier é um esportista, reconhecendo a verdade que existe no célebre provérbio latino: « mens sana in corpore sano ». De forma a poder aplicar plenamente suas faculdades mentais, quer a nível profissional quer a nível pessoal nas diversas atividades em que participa, Rosier sabe que a prática esportiva regular contribui para que se mantenha sempre a 100%. Neste sentido, Charles pratica o tênis, um dos esportes mais completos e exigentes, bem como os esportes de natureza e de mar, como o kite-surf ou o wind-surf.

O seu gosto pelo risco e pela adrenalina, e a vontade de ultrapassar os seus limites pessoais e mentais, levam-no também à prática de esportes radicais como o páraquedismo. Afinal, e como dizia o malogrado Ayrton Senna, « com o poder da sua mente, determinação, instinto e experiência, você pode voar muito alto. » Afinal, o Charles Rosier que aceitou o desafio apresentado pelo Goldman Sachs no período mais difícil, quando a turbulência criada pelo fim do Lehman Brothers exigia alguém com coragem e determinação, é o mesmo que não dispensa ultrapassar seus limites nos esportes radicais. E justamente no Brasil, Charles veio encontrar as melhores condições para a prática dos esportes radicais e de mar, sendo também fã do surf na sua forma mais simples.